Projeto Harry Potter

Quem aí é fã de Harry Potter?

Nesta semana, nossos alunos do 6º ano receberam uma importante premiação: a do Projeto Harry Potter.

Inspirados no universo criado por J. K. Rowling, escritora da famosa série de livros Harry Potter, nossos alunos foram divididos, pelo professor Hélio, em quatro grupos bem distintos: as quatro casas de Hogwarts.

Para quem não conhece a série, as casas de Hogwarts — Corvinal, Grifinória, Lufa-Lufa e Sonserina — foram criadas com base em valores e atributos que os seus fundadores da escola de bruxaria acreditavam ser importantes e que deveriam ser valorizados no mundo de Harry Potter.

Por aqui, no mundo real, o “fundador” do Projeto — o professor Hélio — também estabeleceu alguns valores e atributos importantes, que deveriam compor a proposta, tais como: solidariedade, bondade, empatia e ajuda ao próximo.

Com base nesses critérios, o professor pontuava os grupos na medida em que os alunos demonstravam, ao longo das atividades, esses atributos.

Grupos heterogêneos de alunos foram formados, com o objetivo de misturar suas diferentes características, e, assim, estimular suas potencialidades e desenvolver outras habilidades.

O resultado desse instigante Projeto?

A visível melhora no rendimento dos alunos e a diminuição dos índices de recuperação.

Compartilhar conhecimento, ser solidário ao outro, cooperar com o crescimento coletivo, ampliar o aprendizado e desenvolver a pluralidade em um ambiente saudável de convívio. Essas são, certamente, habilidades que os nossos alunos aprendem no Mopi e levam para a vida.