A importância de trabalhar as habilidades não presentes nas disciplinas curriculares. Conheça a matéria “Qualidade de vida”.

Se o mundo, hoje, se transforma em uma velocidade exponencial, indivíduos e sociedades precisam estar o tempo todo se adaptando. Nas próximas décadas, graças à automação, uma série de profissões deixará de existir, dando lugar a outras que sequer foram criadas. E se as tecnologias continuarão evoluindo, e isso é inevitável, o que vai nos diferenciar das máquinas daqui para frente?

Para o Mopi, será a nossa capacidade de desenvolver, cada vez mais, habilidades que são inerentes ao ser humano: resiliência, empatia, curiosidade, autoconfiança, boa comunicação, relações interpessoais, autocontrole e senso de cooperação, dentre outras. Competências que devem ser estimuladas desde a infância, a fim de preparar os alunos para os contínuos desafios de um mundo cada vez mais complexo.

Mopi - [ Site ] V10

Mopi - [ Site ] V10

Pensando nisso, estamos relançando a disciplina Qualidade de Vida, um conceito há muitos anos vivo em nossa cultura, e que passa a ser trabalhado de forma sistematizada dentro da grade curricular. Nela, os alunos vão aprender a gerenciar suas emoções e a desenvolver as competências sociais e comportamentais. Acreditamos que o aprimoramento destas capacidades impacta diretamente no bem-estar e nas relações, em todos os campos da vida de nossos alunos.

“No mundo de hoje, os conteúdos aprendidos em sala de aula e o desenvolvimento das capacidades cognitivas não bastam para que o indivíduo siga preparado para a vida.”

“Um aluno curioso, autoconfiante, motivado, empático e com senso de pertencimento a uma comunidade está no caminho certo para ser o protagonista da sua vida e criar um ambiente muito mais positivo em seu entorno.”

Vinícius Canedo, Diretor do Mopi.

Para saber mais sobre a nossa disciplina Qualidade de Vida e as outras inovações do Mopi para 2018, venha nos visitar.

Unidade Tijuca: 2204-7300
Unidade Itanhangá: 3433-3900