Culminância do Núcleo Diversificado – 1º Semestre de 2017

Alunos dos 1º e 2º anos do Ensino Médio das duas unidades se reuniram na Tijuca para as apresentações finais dos projetos desenvolvidos ao longo do semestre durante as atividades do Núcleo Diversificado – um conjunto de matérias extracurriculares que envolvem diferentes áreas do conhecimento, entre elas Linguagens, Ciências Humanas, Ciências Exatas e Ciências da Natureza, divididas nos núcleos Comunicação e Expressão, Política, Educação Financeira e Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA).

Os projetos seguem a nossa proposta pedagógica e possuem profunda relação com o tema gerador de 2017, “Criar Laços, Viver Sonhos”, explica o professor Luiz Rafael, Coordenador de Projetos. O núcleo de Comunicação e Expressão, por exemplo, além da exposição de diversos trabalhos de artes, contou com a demonstração de um teclado de computador transformado em instrumento de percussão, em que cada tecla representava um som, possibilitando uma série de composições. Do outro lado, um painel branco exposto na sala convidava as pessoas a deixarem mensagens positivas para os jovens, uma forma de discutir e combater a depressão na adolescência.

No núcleo de Política, alunos trataram dos direitos do cidadão e de outros assuntos ligados ao nosso contexto político atual. Um grupo em particular analisou diferentes períodos históricos através das músicas características de cada época, atentando-se não apenas para as letras, mas também ao estilo, ritmo e composição de cada canção.
Outro trabalho que chamou a atenção foi um aplicativo de compartilhamento de livros didáticos, desenvolvido no núcleo de Educação Financeira. A intenção dos alunos foi de criar uma rede de colaboração para que pais possam economizar na compra do material escolar. O grupo, que disponibilizou o aplicativo para download, promete aprimorar e dar continuidade ao projeto.

Por fim, alguns experimentos foram realizados ao vivo pelos grupos de Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente, como um que simulou um teste antidoping realizado em atletas e outro sobre lixo espacial, apresentado a partir de uma maquete desenvolvida com o auxílio de pesquisas realizadas com membros da Agência Espacial Brasileira.

No próximo semestre, os alunos trocam de grupos e elaboram, em conjunto com os professores de cada área, outros projetos, seguindo uma nova linha de trabalho.