Adaptação escolar. E agora?

Está chegando o início das aulas.

Momento de matar as saudades, rever os amigos e professores e retornar ao espaço de muitas trocas e aprendizados. Porém, para os menores que estão entrando na escola, é um período de descobertas, de transformação e de amadurecimento. É o momento de adaptação. E é sobre isso que vamos falar hoje.

A adaptação é um processo cheio de encantamento, quando os papais e as mamães vêem os seus pequenos voarem.

É o início da socialização, quando se desperta o olhar para o próximo e para um universo cheio de coisas novas.

A chegada na escola ou numa escola nova pode trazer insegurança, incertezas e medo. Mas também muita felicidade e entusiasmo para os pequenos.

As emoções podem ser variadas e o mais importante é a família estar preparada para encarar cada uma delas.

A primeira coisa que os pais precisam ter é certeza e confiança na escolha que fizeram. Precisam acreditar que os profissionais da escola escolhida terão toda a experiência e capacidade para participar dessa etapa tão importante da vida de seus filhos.

Com essa confiança estabelecida entre pai e escola, teremos a segunda etapa que é a confiança entre criança e escola. Dê ao educador a autonomia para seguir em frente.

Evite despedidas longas. Dê um beijo no seu filho e diga que você voltará em breve. Passe confiança e firmeza nesse momento.

A entrada em uma escola já é uma mudança muito grande na rotina dos pequenos. Por isso, nesse momento, não inicie nenhuma outra alteração na vida deles, por exemplo: a retirada de chupeta, o desfralde ou o início do soninho no quartinho. Vamos dar um passo de cada vez.

Leve de casa um brinquedo ou objeto que o seu filho goste. Isso fará com que ele se sinta mais próximo do seu ambiente familiar.

Tente conduzir o seu filho caminhando até a professora e não no colo. Isso facilita a despedida dos pais.

E o choro? Sim, ele pode vir e deve vir. O choro é a principal manifestação das crianças. O importante é os pais passarem confiança.

Agora, esse serzinho estará vivenciando outra rotina, com outras pessoas e em um novo ambiente. É ou não é muita mudança?

Entender e respeitar as alterações no comportamento da criança também são tarefas da família.

Além dessas dicas, também convidamos as nossas coordenadores da Educação Infantil para falarem um pouco mais sobre o assunto no vídeo a seguir.

Estamos sempre de portas e braços abertos para participar desse momento tão especial para as novas famílias Mopi.